terça-feira, outubro 13, 2009

...

"Não me julgue V. a caminho da loucura; creio que não estou. Isto é uma crise grave de um espírito felizmente capaz de ter crises destas." (Carta de Fernando Pessoa a Mário de Sá-Carneiro, de 6 de Dezembro de 1915)